O porque do dedo do meio ser considerado uma ofensa

21:45 7 Comments A+ a-


Provavelmente alguns de vocês ja devem ter feito isso, recebido ou visto e mais provável ainda que não sabem o porque certo meus amores?
Bem, eu também não sabia certo tempo atrás, até que resolvi pesquisar e bem, essa é uma resposta bem interessante que quero compartilhar.

A curiosidade eu peguei desse site aqui, então créditos.

Agora vamos lá! Por que mostrar o dedo do meio é um sinal de ofensa?
Por causa de uma tradição cultural popularizada na Antiguidade, que provável que tenha sido herdada de um costume dos ancestrais do homem, ainda nos tempos da pré-história. Um grupo de antropólogos nos dizem que o gesto é uma variação de uma estratégia agressiva de alguns primatas, que mostravam o pênis ereto a seus inimigos como uma forma de intimidá-los, mais tarde e mais civilizadamente, o homem teria substituído seu pênis pelo dedo erguido para ofender alguém já que um dos primeiros registros escritos desse costume mal-educado aparece no ano 423 a.C., quando o poeta grego Aristófanes escreveu a peça As Nuvens e em um dos diálogos, o personagem Estrepsíades faz uma piada comparando o dedo do meio a um pênis.
Da Grécia então a ofensa chegou a Roma, onde era conhecida como digitus infamis, ou "dedo obsceno". No livro Gestures, their Origin and Distribution ("Gestos, sua Origem e Distribuição"), o zoólogo britânico Desmond Morris sustenta que o imperador Calígula (12-41) chocava os súditos obrigando-os a beijar seu dedo do meio em vez de sua mão. Uma tremenda humilhação. Com o passar dos séculos, a maioria dos países do mundo incorporou o gesto de origem latina

Isso é realmente algo em diferente não? Confesso que fiquei muito surpresa quando li isso kkkk mas achei bem peculiar, e vocês o que acharam?
Me digam nos comentários!
Beijos!

Sou Nathalia Nates, adolescente, confusa, que não sabe o que quer da vida, e por isso tenta de tudo(desistindo na maioria das vezes por ter medos e inseguranças).

Nasci em uma pequena cidade do norte do paraná, onde moro até hoje, com meus pais e meus dois cachorros.