Resenha - Deixe a Neve Cair

12:19 5 Comments A+ a-


Oiii pessoal *-* Hoje pela primeira vez na minha vida :p Vou escrever uma resenha. Eu sempre admirei quem escreve resenhas e fala sua opinião sobre o livro, mas eu nunca consegui escrever a minha, sempre acho que ela ficou estranha e/ou incompleta, mas hoje vou tentar fazer de um livro que li e gostei bastante *-*
Vamos a sinopse oficial do livro e a resenha?

Titulo em inglês: Let it Snow
Autor (es) : Lauren Myracle, Maureen Johnson e Johm Green
Editora: Rocco - Jovens Leitores 
Número de páginas: 336 
Ano de Lançamento: 2013

Sinopse oficial: Na noite de natal, uma inesperada tempestade de neve transforma uma pequena cidade num inusitado refúgio romântico, do tipo que se vê apenas em filmes. Bem, mais ou menos. Porque ficar presa à noite dentro de um trem retido pela nevasca no meio do nada, apostar corrida com os amigos no frio congelante até a lanchonete mais próxima ou lidar sozinha com a tristeza da perda do namorado ideal não seriam momentos considerados românticos para quem espera encontrar o verdadeiro amor. Mas os autores bestsellers John Green, Maureen Johnson e Lauren Myracle revelam a surpreendente magia do Natal nestes três hilários e encantadores contos de amor, interligados, com direito a romances, aventuras e beijos de tirar o fôlego.


O primeiro conto do livro chama-se "O expresso Jubileu" da escritora Maureen Johnson.
O conto narra a história de Jubileu Dougal, que está muito feliz porque neste natal irá passar na casa de seu namorado, Noah, e com a família dele. Mas tudo vira de cabeça para baixo. quando seus pais são presos (os pais dela, são apaixonados pela Cidade do Papail Noel Flobie, que é uma série de peças de cerâmica colecionáveis que se combina para formar uma cidade de natal. Inclusive, o nome da Jubileu veio de uma dessas pecinhas, o Salão Jubileu, o maior prédio da coleção) por engano, em uma fila de compras de peças natalinas.
 Os pais de Jubileu, mandam ela passar o natal na casa de seus avós. E é no trem de ida, que ela conhece Jeb, Ele está desesperado para conseguir falar com sua namorada, que o traiu (você vai entender isso na explicação do último conto ;D) mas nem com o celular de sua nova amiga ele  consegue falar com ela.
 Após o trem ser "invadido" por lideres de torcida chatas e ter parado bruscamente porque toda a pista está coberta de gelo, Jubileu decide sair do trem e entrar no estabelecimento aberto mais próximo.
O único lugar aberto era um restaurante, a Waffle House. Lá jubileu conheceu um atendente muito atencioso com ela (isto só até as lideres de torcida saírem do trem e invadirem aquele local também) um homem coberto de alumínio em todo o corpo e Stuart. Stuart era um cara muito legal, todos do livro achavam isso, ele convidou Jubileu para passar o natal em sua casa, já que nem tão cedo o trem dela partiria.E é assim, que os dois começam com uma amizade, até que Stuart conta sua triste história amorosa fazendo com que Jubileu perceba que o seu próprio namorado, não é tão perfeito como parece.
 "Além disso, você acabou de dizer a ele que caiu em um riacho congelado e ficou presa em uma cidade estranha. E ele desligou? Eu faria alguma coisa. Viria até aqui, com ou sem neve. Talvez pareça idiota, mas eu faria. E quer meu conselho? Se ele não terminar com você, você deveria dar um chute na bunda dele . "
 Stuart, pág.97
O segundo conto é "O Milagre da Torcida de Natal" de John Green.
JP, Duke e Tobin eram super amigos que, enquanto a nevasca deixava a cidade mais solitária que nunca, estavam em casa assistindo a uma maratona de filmes do James Bond, até que Keun, dono da Waffle House (sim, a mesma Waffle House do outro conto) e amigo deles, ligou dizendo que o restaurante em que ele trabalha estava lotado de lideres de torcida (sim, as lideres de torcida do outro conto) e que era para eles irem para lá, levando o Twister. Duke é a única que não fica muito contente com isso, ela diz não entender o que meninos veem em lideres de torcida.
 Após muitas aventuras, inclusive o carro do pai do Tobin estar atolado em uma parede de neve e os irmãos mais brigões da escola estarem bravos com Tobin e seus amigos. Eles conseguem chegar na Waffle House.
 No meio de todo esse conto, Duke está cansada der ser tratada como um garoto só por gostar de algumas coisas de meninos e andar com eles. Além disso, ela não consegue deixa de transparecer quem ela ama e que queria que está pessoa a notasse.
 Até descobrirmos, que quem ela gosta, também gosta dela ♥
"Há sempre o risco: algo é bom e bom e bom e bom e, do nada, fica esquisito. Do nada, ela vê você olhando para ela e não quer mais fazer piada na sua frente, porque não quer parecer que está flertando, porque não quer que você pense que gosta de você. É um desastre tão grande sempre que, no curso dos relacionamentos humanos, alguém começa a destruir a parede que separa amizade e beijo."
Tobin, pág. 185

O último conto é "O Santo Padroeiro dos Porcos" de Lauren Myracle.
Addie e Jeb (isso mesmo, o Jeb do primeiro conto) era um casal fofo e cheio de amor entre eles. Mas por Jeb, não fazer coisas como mandar mensagens de boa noite toda a noite, não querer ser visto de mãos dadas com a Addie na escola e dar um colocar de máquina de vinte e cinco centavos de presente de seis meses de namoro, Addie pensou que ele não a amava tanto assim.
 Mas ela se enganou feio, Jeb a amava incondicionalmente, o colar que ele deu a ela, por exemplo, ele gastou 38 moedas porque queria que ele colocar fosse dela, ele não pensou se ia ser um presente caro ou barato, ele só queria que aquilo fosse dela.
Após um briga, onde Jeb justificou tudo estás coisas que ela queria que ele fizesse dizendo que ela desejava que ele fosse algo que não era, perguntando-a se ela não poderia confiar em seu amor sem que ele provasse isso a cada segundo, ela o traiu em uma festa.
 Mas não foi uma traição por querer da parte da Addie, ela estava triste, sozinha e frágil e o dono da festa Charlie a procurou e em um certo momento para "consolá-la" e a beijou.
 Após toda essa parte triste, Addie envia um e-mail para Jeb, dizendo que se sente muito culpada por tudo e que ainda o ama e que gostaria de encontrá-lo para conversarem e Tobin responde, simplesmente, "veremos". E é aí que entra todo aquele problema da nevasca no trem onde a Jubileu também está que impede que o Tobin vá ao encontro.
 Mas ele não vai desistir assim, pois também a ama.
"Todos temos defeitos, querida. Cada um de nós. E, acredite em mim, todos cometemos erros."
Mayzie, pág. 281 
Bom, tentei fazer minha resenha sem muitos spoilers ahsuashaua mas não sei se consegui. Não sei se ficou boa ou ruim mais minha intenção é que este livro chame a atenção de vocês e proporciones as emoções que senti ao lê-lo. Eu ri e quase chorei com ele.
Não consigo de forma alguma dizer qual dos contos é o meu preferido porque amei todos. Se alguém que está lendo esse post leu o livro, por favor comente qual seu conto favorito e o por quê *-*
Espero que tenham gostado do post! 
Beijos