A formação do patronato estudantil




Não era pra ser diferente?
Não era pra superarmos e construirmos?
Por que estamos aqui brigando uns com os outros por causa de pontos computadorizados?
Você consegue me ouvir?
Você consegue me ver?
Por que diabos a sua nota conta mais que a minha capacidade
Se você vive encarcerado por um programa que vai acabar em menos de um ano

A minha subjetividade está sendo toda desgastada por um multirão de servintes fiéis
Minha voz está sendo esgarçadas por robôs que nem sabem do viés
A reprodução não vai levar a produção
e por mais que você ensine isso em um quadrado fechado
os seus alunos continuam atolados

resolvam a depressão
curem as metodologias
por favor
resolvam essa balbúrdia
que um velho institucionalista normatizou!

Nathalia Nates

comentário(s) pelo facebook: