Aborte a hipocrisia


A questão do aborto não é ser "pró-vida" e falar de bioética, a questão é que uma mulher quando decide abortar vai fazer o aborto INDEPENDENTEMENTE de ser legalizado ou não. Muitas mulheres não tem a sorte de terem dinheiro para realizar esse tipo de procedimento em um ambiente hospitalar de segurança, logo acabam se sujeitando a lugares pútridos ou transformam o próprio banheiro em um lugar "apropriado" para realizar o procedimento. Uma informação útil a se acrescentar é que o ABORTO JÁ É LEGALIZADO NO BRASIL, mas infelizmente só pra mulheres ricas que tem condições de pagar por tudo isso. No fim, esse tabu não é uma questão ética, é uma questão de saúde pública. Volto a repetir: quem quer fazer um aborto vai fazer independente de ser legalizado ou não, dessa forma, a criminalização do aborto acaba por ser uma lei que afeta apenas mulheres pobres que o sistema marginaliza e sujeita ao cruel julgamento de cristãos moralistas e hipócritas.
Fazer um aborto não é simples, muito pelo contrário, é invasivo e vergonhoso, uma mulher dificilmente irá passar por um aborto e aprová-lo como método contraceptivo dado a sua brutalidade. Não vamos ser idiotas e espalhar esse tipo de ideias, não tornemos esse procedimento mais difícil às mulheres que decidem ter o controle do próprio futuro.
Legalizando o aborto o Estado estará abrindo caminho para que mulheres pobres não morram por causa de um lei que é elitista e que determina o corpo da mulher pobre como propriedade do Estado.
Antes que venham com as famosas frases de "não usou camisinha porque não quis, na hora de transar foi bom" eu deixo aqui algumas sugestões de pesquisa: existe anticoncepcional masculino, há pessoas pelo país que lutam todos os dias para uma educação escolar que abranja o campo da sexualidade de forma não moralista (já que a instituição família não é eficiente quando se trata desse tabu) e faça uso de informações relevantes como método de prevenção a gravidezes indesejadas.
Por fim vou deixar uma frase do Dráuzio Varella, um médico deveras "renomado" no nosso país, que explica direitinho toda a questão do aborto: Se os homens parissem, o aborto seria legalizado há muito tempo e no mundo todo!
É isto e de resto eu quero que vocês se dediquem muito ao estudo da literatura que embasa todos esses conceitos antes de postarem essas atrocidades que vocês postam.

Nathalia Nates

comentário(s) pelo facebook: